quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Trabalho de Reposição - Vespertino


Senhores alunos.
Estudar a:
e

e postar relatório.

20 comentários:

Murilo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Murilo disse...

Nome: Murilo de Melo Fernandes
Prontuário: 074393-3
Turma: PCP/R3 - Vespertino
Prof. Stefanelli

Através do Simulador de Transformações Termodinâmicas, percebi que ao deixar a temperatura do sistema constante (trancando o cadeado da temperatura) a pressão em relação ao volume é menor do que quando a temperatura se altera, e a pressão é inversamente proporcional ao volume, exatamente como diz a lei de Boyle-Mariotte.
Observa-se também, que, quando o o êmbolo do cilindro menor é movido, a quantidade de partículas no cilindro grande aumenta, e conseqüentemente há uma variação na pressão e na temperatura. A temperatura se elevou devido à transferência de energia (lembrando que calor é a transferência de energia dum lugar para outro devido à diferença de temperatura) feita de um cilindro para o outro fazendo as partícular se chocarem entre si. Nota-se também que após mover o êmbolo do cilindro menor e em seguida o do maior, consegue-se a maior quantidade de pressão em relação ao volume, percebe-se também que ao fechar o cadeado da pressão, deixando-a constante, o volume aumenta proporcionalmente, confirmando também a lei de Gay-Lussac.

infornivoros disse...

Nome: Alex da S. Monteiro.
Prontuário: 074407-7 PCP-R3. Vespertino.

Simulador de Transformações Termodinâmicas explica exatamente o que a lei de Boyle e lei de Charles e Gay-Lussac Menciona.

A lei de Boyle - estabelece que o volume V de uma massa de gás, à temperatura constante, é inversamente proporcional à pressão p, ou seja, pV = cte.


P = K
T

Onde:

P é a pressão do gas.

T é a temperatura do gás (en kelvins).

k é uma constante

Lei de Charles e Gay-Lussac - A volume constante, a pressão de uma massa fixa de um gás varia linearmente com a temperatura do gás em graus Celsius. Ou seja, A volume constante, a pressão de uma massa fixa de gás é diretamente proporcional à temperatura absoluta do gás.

A pressão constante, o volume de uma massa fixa de um gás varia linearmente com a temperatura do gás em graus Celsius, ou seja, A pressão constante, o volume de uma massa fixa de gás é diretamente proporcional à temperatura absoluta do gás.

"Postagem Original"

http://groups.google.com/group/simulador_termodinamica/web/nome-ales-da-silva-pronturio-074407-7-pcp-r3-vespertino


















ISOBÁRICA
(p1 = p2)
V1
——
T1
=
V2
——
T2


lei de Charles
e Gay-Lussac

ISOCÓRICA
(V1 = V2)
p1
——
T1
=
p2
——
T2


lei de Charles e
Gay-Lussac

ISOTÉRMICA
(T1 = T2)
p1·V1 = p2·V2
lei de Boyle

Thiago disse...

Thiago Valverde F. D. C. Rodriguez
0640441
PCP/R3

A representação desses simuladores é muito interessante. Com eles podemos tirar duvidas de circunstancias na qual se utilizam essas variáveis termodinâmicas (pressão, temperatura e volume), tais como um mergulho em alta profundidade ou a ida no espaço. Podemos entender também com perfeição a lei de Boyle-Mariotte e de Gay Lussac. E com o simulador de transformações termodinâmicas podemos criar situações diversas e aprender com elas. A utilização desses simuladores serão de muito bom uso quando preciso. Obrigado pela aprendizagem, e sem mais delongas é só.

Felipe Milan disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Felipe Milan disse...

Com os simuladores de Transformações termodinâmicas, podemos entender com mais clareza o que as Leis de Boyle e Gay-Lussac dizem.
No simulador da Lei de Boyle, podemos notar que mantendo a temperatura constante e exercendo uma pressão sobre o pistão, o volume do gás diminui proporcionalmente à pressão exercida, ou seja, quanto mais pressão o gás recebe, menor é o seu volume.
No simulador da Lei de Gay-Lussac, vemos que o volume do gás aumenta conforme a temperatura se eleva, de uma maneira proporcional. A pressão de dentro do cilindro não se altera porque não há entrada ou saída de gás, a massa permanece constante.
No simulador de transformações termodinâmicas, vemos que quando aumentamos a temperatura e a pressão, as moléculas dentro do pistão se agitam em uma velocidade muito maior, e que a temperatura e a pressão se elevam de uma maneira proporcional, quando aumentamos a temperatura, a pressão também aumenta, ou vise-versa.

Enio disse...

No simulador de transformação termodinâmica utiliza a lei de Boyle-Mariotte, que podemos observar que o volume do gás contido no cilindro quando a massa sobre o pistão foi aumentada é que o volume diminuiu. Isto nos diz que o volume de um gás diminui quando a pressão sobre este aumenta. : o volume de um gás é inversamente proporcional à sua pressão.

Quando movemos o êmbolo do cilindor pequeno as particulas se agitam, havendo uma variação de na pressão e na temperatura, isso ocorre devido a transofrmação da energia, que existe calor, passagem de energia de um luar ao outro, com esse movimento fazemo as partículas se atingintirem. Podemos observar a Lei de de GAY - LUSSAC no movimento do êmbolo maior, fechando o cadeado da pressão sob volume constante, a pressão de uma quantidade constante de gás aumenta proporcionalmente com a temperatura.

Francisco Edmar disse...

Lei de Boyle.

Quando variamos o volume do cilindro em 50% constatei que a temperatura aumenta muito e que a pressão aumenta pouco, mesmo colocando energia a pressão não aumenta proporcional, nessa situação variando a massa, a temperatura e a pressão reagem proporcionais, pois aumentam a quantidade de partículas chocando-se dentro do cilindro.
A pressão é inversamente proporcional ao volume coisa que podemos confirmar na equação a baixo:

P.V= n. R.T

P = Pressão;
V = Volume;
n = Número de moles;
T = Temperatura
R = constante universal dos gases




Lei de gay Lusac.


Quando utilizamos um cilindro que a massa não varia ao adicionarmos energia o gás se expandira aumentando assim a pressão, pois a pressão é diretamente proporcional ao volume quando aumentamos a temperatura (Lei de gay Lusac).


Conclusão:

Podemos confirma pelo simulador o quanto a formula P=F.A se apresenta quando modificamos os elementos bem como as leis de Boyle e Lusac se comportam diante dos experimentos, essa oportunidade foi muito rica para fixarmos as propriedades Termodinâmicas.

Renato disse...

Nome: Renato Torres San Martin
Prontuário: 0744255
Técnico com habilitação em Planejamento e Controle da Produção.
Modulo: R3 - Tarde.



Relatório de Termodinâmica
Resumo:
Simulador de Transformações
Levando-se em conta que cada molécula de gás ocupa um espaço em um determinado recipiente se a soma do volume das moléculas for igual ao volume do recipiente consideramos o gás como, GÁS IDEAL.

Definição de Gás ideal:

As partículas de um gás, isto é, as moléculas de um gás, são bem separadas e elas “voam” de maneira bem independente. O gás se dispersaria se não fosse impedido pelas forças exercidas pelas paredes do recipiente que o contém. As moléculas de um gás colidem aleatoriamente entre si e se ignorarmos estas colisões intermoleculares, podemos considerar o gás como um sistema de partículas livres. Isto significa que o movimento das partículas de um gás é bem simples: ele se move com velocidade uniforme em linha reta, exceto quando elas colidem com as paredes do recipiente.

Lei de Boyle-Mariotte

"Sob temperatura constante (condições isotermas), o produto da pressão e do volume de uma massa gasosa é constante, sendo, portanto, inversamente proporcionais. Qualquer aumento de pressão produz uma diminuição de volume e qualquer aumento de volume produz uma diminuição de pressão."

Transformações isotérmicas:
Em uma transformação isotérmica, envolvendo um gás perfeito, o produto entre pressão e volume é constante. É possível calcular a pressão e o volume desse gás através da fórmula:
p1 . V1 = p2 . V2




Obs:

p1 => Pressão Inicial
p2 =>Pressão Final
V1 =>Volume Inicial
V2 =>Volume Final

Lei de Gay-Lussac


Sob volume constante, a pressão de uma quantidade constante de gás aumenta proporcionalmente com a temperatura:

P = K
T

P=> pressão do gás.
T=> temperatura do gás (em kelvins).
K=> uma constante

Renato disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Renato disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Renato disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Diógenes disse...

Nome: Lizardo Diógenes Dos Santos Silva
Prontuário: 0745405
Turma: PCP/R3 - Vespertino
Prof. Stefanelli


Simulador de transformações termodinâmico

Deixando a temperatura constante, a relação da pressão o volume é menor se a temperatura se altera, a pressão e inversamente proporcional ao volume.
Lei de Boyle-mariotte

Ao adicionar energia aumenta a pressão, a pressão e diretamente proporcional a volume quando aumenta a temperatura.
Lei de gay-lussac


Lei de gay-lussac

É uma transformação que ocorre sob volume constante.

Seguindo a relação;

P.V=K (constante) =P=K (constante)
T T

De onde concluir que; sob volume constante, a pressão de uma massa fixa de um gás é diretamente proporcional á temperatura: p=k.t


Lei de Boyle-mariotte

É uma transformação que ocorre sob temperatura constante.

Seguida a relação;

P.V=K (constante) =P.V=K (constante)
T

De onde concluir que; a uma temperatura constante, a pressão de uma massa fixa de um gás é inversamente proporcional ao volume; P=K, ou seja, quanto mai r o volume,
T
Menor será a pressão e quanto menor o volume, maior será pressão.

Renato disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Renato disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tiago R.SMoreira disse...

Tiago R.S– Moreira Pront.0744239
PCP– R 3/Vespertino

Pressão:
Quando fala de pressão lenbramos logo de uma força aplicada sobre uma determinada área ,como temos no exemplo
que o pistãoexerce uma força na camara reduzindo o volume de um gás, e que aumentando proporcional a pressão, e esse gás é confinado na camarae ocupa um volume menor.

Lei de Boyle:
Alei de Boyle diz que toda vez que a temperatura constante á pressão ,apressão é inversamente proporcional ao volume, ou seja toda vez que aumenta a pressão de um gás o volume dele diminui proporcionalmente, isso pode se percebe quando o pistão aumenta a compressão e com isso o volume diminui.

Lei de Gay Lussac:
Já diz que quando pressão é constante o volume se torna prporcional á temperatura como se pecebe no simulador que toda vez que aumenta á temperatura o volume aumeta junto proporcional.

Simulador de Transformações Termodinâmicas
Percebi muitos pontos positivos no simulador ,com que faz você interagir
com ele e fazer muitos experimentos e principalmente tirar muitas duvidas, que ficaram na parte que Boyle diz que a temperatura é constante a pressão e o volume é inversamente proporcional , entre os vários experimentos que foram feitos esse da lei Boyle ajudou a entender como isso acontece e ainda tem um quadro ao lado explicando o que está acontecendo.

Damasceno disse...

Lei de Boyle
Percebe-se que ao aplicar uma força externa sobre o pistão, ele exerce um trabalho sobre o gás que está no sistema,fazendo com que o volume diminua,no que a pressão aumentará proporcionalmente.Já a temperatura continua constante,porque o número de moles não varia.

Lei de Gay-Lussac
Diferentemente da lei de Boyle,a de Gay-Lussac diz que o volume de um gás é diretamente proporcional à temperatura.Pelo fato da massa do gás permanecer constante,a pressão também fica constante,porque tanto não como também não sai nenhum tipo de partícula,o que faz com que os dois fiquem constante.

Simulador
Um tipo de simulador que proporciona ao aluno diversas possibilidades de interação,podendo aumentar a pressão,a temperatura,também podendo diminuí-las,interagir com os cilindros,com os pistões,no que deixa o aluno com muito mais conhecimento.
Verifiquei que ao abrir o cadeado da pressão e o da temperatura, o controle fica na chama, se à aumentarmos a temperatura aumenta duas vezes ou mais que a pressão.

Pressão
Ao reduzir o volume da câmara,a massa que está dentro dele ocupa um espaço menor,no que acarreta o aumento da pressão.
Pelo fato da área do êmbolo permanecer constante,a pressão que está na parte debaixo é aumentada,no que produz o aumento da força ascendente.

Vitor disse...

Nesse simulados de transformações termodinâmicas, pude perceber que quando a temperatura do sistema é constante(trancando o cadeado da temp.) a relação entre pressao e volume eh menor do que quando a temperatura se altera, e a pressao é inversamente proporcinal ao volume pela formula PV=nRT.
Observei tambem, que quando o êmbolo do cilindro de tamanho menor é movido, a quantidade de particulas que atuam no cilindro grnade aumenta, e varia a pressao e a temperatura tambem.
como os cilindros c movem um de cada vez, a pressao aumente!
confirmando a lei de gay-lussac

daniel disse...

quando a temperatura está elevando- se o gás que está dentro do pistão eleva,fazendo esse gás empurrar o pistão proporcionalmente a temperatura que está sendo aplicada,tendo a pressáo relativo ao força do gás que está no pistão. daniel vieira . r3 manhã

Diego Pedrozza disse...

*Lei de Boyle:

Nós podemos notar através da lei de boyle que ao se dobrar a pressão exercida em um gás o seu volume se reduz à metade, ou seja, pressão e volume são grandezas inversamente proporcionais. Matematicamente temos:

V=K.1/P

Onde k é chamado de constante de proporcionalidade; logo PV = k.


*Lei de Charles e Gay-Lussac:

Através do esperimento visto temos que a temperatura constante, o volume ocupado por uma quantidade fixa de um gás é inversamente proporcional à sua pressão.

P·V=k=constante

também vimos que o oo volume constante, a pressão de uma massa fixa de um gás varia linearmente com a temperatura do gás em graus Celsius.

A pressão constante, o volume de uma massa fixa de um gás varia linearmente com a temperatura do gás em graus Celsius.

Com a introdução da escala absoluta, as leis de Charles e Gay-Lussac foram assim enunciadas:


A volume constante, a pressão de uma massa fixa de gás é diretamente proporcional à temperatura absoluta do gás.

A pressão constante, o volume de uma massa fixa de gás é diretamente proporcional à temperatura absoluta do gás